Autoridade leva a revelar Deus

Autoridade leva a revelar Deus

foto por:  Erwan Hesry em Unsplash

Quando falamos de autoridade, estamos falando de uma expressão de convicção de quem vê o invisível, de quem revela o que não se vê, pois foi isto que Cristo fez com as pessoas, Ele falava do que conhecia, vivia o que falava e não eram simples palavras, mas um ensino prático sobre Deus, Sua vontade e sobre o reino aqui na terra.

Quando as pessoas O ouviam ficavam maravilhadas, como podemos observar em Marcos, capítulo um, versículo vinte e dois: “Maravilhavam-se da sua doutrina, porque os ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas.” (Marcos 1.22, BEARA). E a autoridade Ele revelava inclusive na forma como ordenava em relação aos poderes e potestades, como podemos ler nos versículos vinte e sete e vinte e oito: “Todos se admiraram, a ponto de perguntarem entre si: Que vem a ser isto? Uma nova doutrina! Com autoridade ele ordena aos espíritos imundos, e eles lhe obedecem! Então, correu célere a fama de Jesus em todas as direções, por toda a circunvizinhança da Galiléia.” (Marcos 1.27–28, BEARA).

Temos e precisamos compreender que somos chamados para revelarmos a mesma autoridade, para expressarmos Deus ao mundo por meio de nossas palavras e ações, para que possam crer no evangelho que anunciamos e que não se trata somente de religião. O verdadeiro culto e a expressão da autoridade recebida está em andarmos como filhos de Deus, sendo imitadores de Cristo, revelando em ação o que pregamos, expressando o Deus invisível em todas as nossas ações.

Anúncios