Pode Deus rejeitar alguém?

Pode Deus rejeitar alguém?

foto por: Korey Khalifa em Unsplash

Há injustiça da parte de Deus quando Ele rejeita alguém? Temos que compreender que não se trata de injustiça, mas de revelar ou não misericórdia. Entendemos? Não, mas precisamos compreender que é uma prerrogativa Dele. Poderia manifestar a Sua misericórdia a todos. Sim, Ele a revela a todos, pois não somos merecedores da graça e nem da Sua misericórdia, pois pecamos e rejeitamos a Sua vontade, portanto, conceder misericórdia depende Dele e Sua vontade.

Paulo fala sobre esta questão em Romanos, capítulo nove, do versículo quatorze ao dezesseis: “Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum! Pois ele diz a Moisés: Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão. Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia.” (Romanos 9.14–16, BEARA). E no versículo dezoito, afirma: “Logo, tem ele misericórdia de quem quer e também endurece a quem lhe apraz.” (Romanos 9.18, BEARA). Já no versículo dezenove, afirma: “Tu, porém, me dirás: De que se queixa ele ainda? Pois quem jamais resistiu à sua vontade?” (Romanos 9.19, BEARA).

Não é nossa prerrogativa aceitar ou não, mas, Dele iluminar o nosso entendimento quanto a Sua graça e misericórdia reveladas em Cristo Jesus. Quando Ele se revela, não encontramos meios para resistirmos à Sua vontade, pois conhecendo a Sua graça e amor, sabendo que não somos merecedores, nós nos submetemos. E ao compreendermos o que Ele fez por nós, nós nos comprometemos plenamente, nos  empenhando e nos sujeitando ao Seu querer, santificando o nosso proceder, para que a Sua vida se revele em nós e através de nós, para que outros possam conhecê-Lo.