A fim de orar sozinho

A fim de orar sozinho

foto por: Ben White em Unsplash

Talvez não compreendamos a importância da oração em nosso dia a dia, mas é extremamente importante entendermos que precisamos orar como Jesus, aprender a orar a sós com o Criador, pois são nestes momentos que conhecemos mais de nós mesmos e entendemos mais da Sua vontade para as nossas vidas.

Temos o exemplo de Jesus, em Mateus, capítulo quatorze, versículo vinte e três: “E, despedidas as multidões, subiu ao monte, a fim de orar sozinho. Em caindo a tarde, lá estava ele, só.” (Mateus 14.23, BEARA). Quando Jesus parou de orar e foi encontrar com os discípulos? Esta resposta temos no versículo vinte e cinco: “Na quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando por sobre o mar.” (Mateus 14.25, BEARA).

O que vemos? Jesus retirou-se, provavelmente por volta de 18h. Quando ele parou? Alguma hora entre três e seis horas da manhã. Quando tempo Ele ficou orando? Entre nove a doze horas.

Se Jesus fazia isso, sendo quem Ele era, na intimidade que tinha, no conhecimento que possuía, será que não é algo importante que precisamos aprender a fazer? Precisamos aprender a olhar a oração sob outra perspectiva: entender como um momento de intimidade com o Pai, com o compreender da Sua vontade, um momento para colocarmos as nossas angústias e aprendermos a conhecer e confiar no Senhor, mas principalmente, como um tempo para aprendermos a enfrentar os desafios do nosso dia a dia.

Anúncios