A vida eterna não está nas obras

Salvos para revelar o reino

foto por: Lerone Pieters em Unsplash

A vida eterna, o conhecimento de Deus, não está nas obras que realizamos, no serviço que prestamos com o intuito de agradá-Lo e sermos notados por Ele e assim se agradar de nós e nos recompensar pelo nosso esforço, pois no exercício da lei, no realizar de obras não alcançamos a vida eterna, estas coisas somente servem para expressarmos quem somos e o que recebemos Dele.

Um homem procura a Jesus para questionar sobre a vida eterna. Em Lucas, capítulo dezoito, versículos dezoito e dezenove, podemos ler sobre esta conversa: “Certo homem de posição perguntou-lhe: Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? Respondeu-lhe Jesus: Por que me chamas bom? Ninguém é bom, senão um, que é Deus.” (Lucas 18.18–19, BEARA).

Depois disto Jesus, nos versículos vinte e vinte e um, temos a continuação desta conversa: “Sabes os mandamentos: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não dirás falso testemunho, honra a teu pai e a tua mãe. Replicou ele: Tudo isso tenho observado desde a minha juventude.” (Lucas 18.20–21, BEARA).

Depois de ouvir a resposta, Jesus o instrui sobre o aspecto mais importante, que prova o seu coração, como está nos versículos vinte e dois e vinte e três: “Ouvindo-o Jesus, disse-lhe: Uma coisa ainda te falta: vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus; depois, vem e segue-me. Mas, ouvindo ele estas palavras, ficou muito triste, porque era riquíssimo.” (Lucas 18.22–23, BEARA).

Trata o reino de Deus de coisas que fazemos, de nossa religiosidade? Do nosso empenho para alcançar? Não!! Temos que compreender que o reino de Deus não se trata destas coisas, mas da motivação pelas quais as fazemos. Se fazemos porque compreendemos que o nosso coração é todo de Deus, que somos instrumentos de Sua vontade, expressão do Seu querer, então, nada nos prende neste mundo, mas, a única e exclusiva vontade do Senhor. Precisamos compreender isso. Fazemos porque Deus diz quem somos, porque cremos e por crermos entendemos o que precisamos fazer. Não realizamos obras, não nos empenhamos em obedecer a mandamentos para sermos salvos, para agradar a Deus, mas por Ele ter revelado o Seu amor, por ter-nos feito nova criatura, nos dado um novo coração, realizamos a vontade do Pai, expressando e revelando o Seu reino às pessoas.

Anúncios