Eleitos segundo o conhecimento do Pai

foto por: Hanneke Laaning em Unsplash

Temos que entender que somos eleitos não por mérito nosso, porque fizemos algo para merecermos essa eleição, mas porque Deus o Pai, a estabeleceu por meio de Cristo Jesus. Ele, compreendia e conhecia o homem, Ele conhecia o Seu propósito e que iria, por meio de Cristo, comprar todas as pessoas para Si, para que fossem feitas novas criaturas, que recebecem um novo coração e que sendo participantes da Sua natureza e tendo recebido da Sua vida, O revelariam ao mundo, manifestando a Sua glória.

Este propósito estabelecido desde os tempos eternos, Pedro, em sua primeira carta, capítulo um, versículo dois, menciona: “eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz vos sejam multiplicadas.” (1Pedro 1.2, BEARA).

E temos que entender que a eleição tem um propósito, pois ao compreendermos a nossa origem, que recebemos da natureza e da vida de Deus, que fomos feitos novas criaturas, recebemos um novo coração, não para nos preocuparmos com a nossa salvação, mas para sermos expressão do Deus vivo e revelarmos as Suas virtudes, e assim sermos oferta em favor das pessoas, como Cristo, para que elas possam conhecer a salvação oferecida pelo Pai, por Sua graça, por meio da fé em Cristo.

Temos que crescer, amadurecer e entendermos, que como Cristo, somos a oferta do Pai para que todos cheguem ao conhecimento de Sua salvação, e sejam participantes desta eleição estabelecida antes mesmo da fundação do mundo, pela presciência de Deus.

Introdução as cartas de Pedro

Reflexão diária

Anúncios