Ser perfeito como o Pai e revelar o Reino

foto por: Ernest Karchmit em Unsplash

Deus nos chama para o Seu reino e Sua glória, faz de nós novas criaturas, nos capacita para vivermos neste mundo como Filhos, revelando a Sua glória, manifestando o Seu reino, glorificando e santificando o Seu nome por meio de nossas obras.

No sermão da montanha, em Mateus, capítulo cinco, versículo quarenta e oito, Jesus ensinando, afirma: “Portanto, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai celeste.” (Mateus 5.48, BEARA).

Como se traduz essa perfeição? Pelo entendimento que não se trata de nos empenharmos para sermos, mas tendo entendido quem somos em Deus, Sua obra em nossas vidas, andamos neste mundo como Ele.

Para sermos como o Pai, precisamos: não irarmos contra o nosso irmão (v.22), se tivermos alguma pendência com alguém, devemos ir, reconciliar, perdoar ou pedir perdão (v.23-25), não desejar o que não temos, não usarmos das pessoas como objetos para satisfazer nossos desejos e saciar as nossas vontades (v. 28 e 32), nossas palavras serem firmes, traduzir simplesmente o “sim” ou o “não”, nada mais que isso (v. 36-37), não nos vingarmos e nem retribuir aos outros o mesmo mal que nos infligiram (v 38-41), amar os nossos inimigos, orar por  eles, suprir suas necessidades (v. 43-45).

Tendo a consciência que fomos feitos novas criaturas à semelhança de Deus, conforme a Sua imagem, não temos outra maneira de viver que não seja santificando o procedimento, para revelá-Lo ao mundo, pois fomos chamados para sermos Seus imitadores e revelarmos o Seu reino.

Anúncios