O Reino de Deus está mais próximo que pensamos!

foto por: Pawel Nolbert em Unsplash

Procuramos desenvolver uma religiosidade que não tem nada a ver com o que está nas Escrituras e nem na vontade do Pai para as nossas vidas. Deus estabeleceu, por meio de Cristo Jesus, um plano antes mesmo da criação, que está relacionado a revelar o Seu reino entre os homens.

João Batista, no evangelho de Mateus, capítulo três, versículo dois, anunciando a vinda do Messias, fala acerca do reino de Deus que está próximo: “Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus.” (Mateus 3.2, BEARA).

O propósito de Cristo não foi formar uma religião, ensinar sobre dogmas e doutrinas, mas, sobre o Reino, sobre a vontade do Pai, sobre revelar este reino  manifestando o Pai ao mundo.

Jesus é a expressão visível do Deus invisível, é a manifestação da graça de Deus e Ele nos chama para o arrependimento, para sermos filhos de Deus, para nos conduzir à vontade do Pai e para que entendendo a Sua obra em nossas vidas, possamos, como Ele, revelar o Pai ao mundo por meio da Igreja, o Seu corpo. A família de Deus é a maneira como Ele planejou para que o Seu reino fosse uma realidade neste mundo.

Quando buscamos a religiosidade não conseguimos enxergar a vontade do Pai e nem compreender que o reino está em  nós, no nosso meio, por isso, precisamos nos converter dos nossos caminhos à vontade de Deus e a ela nos submetermos para que o Seu plano e vontade se cumpra e assim, possamos ensinar outros sobre ela, como conduzi-los ao amadurecimento para que possam expressar o reino no mundo.

Que possamos compreender a vontade do Pai e nos submetermos a ela, nos arrependermos de nossas vidas medíocres e nos convertermos a Deus para revelarmos o Reino entre as pessoas, pois o reino está mais próximo do que pensamos.

Anúncios