Só perdoamos quando compreendemos o perdão recebido

luke-ellis-craven-222982

foto: Luke Ellis-Craven em Unsplash

Talvez não tenhamos ideia do perdão recebido, do nosso pecado e muito menos da nossa situação. Enquanto pensarmos que somos bons ou que temos feito um bom serviço para Deus por meio de nossas ações, talvez, possamos pensar que somos dignos do perdão e quem nos ofende não o merece, pois não fez por merecê-lo. Precisamos compreender que somente perdoamos quando compreendemos o perdão recebido.

Jesus ensinando a Seus discípulos, em Lucas, capítulo dezessete, versículo quatro afirma: “Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe. (Lucas 17.4, BEARA).

Quando temos o entendimento do que Deus fez em nosso favor, de que estávamos condenados, mortos, separados Dele e que o nosso destino era a perdição eterna, que não havia nada que pudéssemos fazer para alcançar a reconciliação por nossos méritos e que Ele se moveu, concedendo o perdão, antes mesmo de nos arrependermos, que Cristo morreu e se sacrificou em nosso favor para que alcançássemos a reconciliação pela graça de Deus por meio da fé Nele, então, não temos motivo algum para não perdoar.

Conceder o perdão, tantas vezes quantas nos pedirem, é obedecermos ao básico do ensino de Jesus, diante do que Ele nos perdoou por nossos atos de ignorância. Precisamos aprender a ir a além, especialmente, entendermos que temos que nos ofertar em favor daqueles que nos ofendem, para que conheçam o Pai, compreendam a Sua vontade, sejam ensinados nos Seus caminhos e possam assim, amadurecendo fazer o mesmo em favor dos outros.

Anúncios