Somos responsáveis pelas vidas

picsea-357048

foto por: Picsea em Unsplash

E neste ato de responsabilizar, temos que adubar, cuidar, regar, como fazemos com uma planta para que produza fruto. Jesus contou uma história semelhante, isto está em Lucas, capítulo treze, do versículo seis ao nove: “Então, Jesus proferiu a seguinte parábola: Certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha e, vindo procurar fruto nela, não achou. Pelo que disse ao viticultor: Há três anos venho procurar fruto nesta figueira e não acho; podes cortá-la; para que está ela ainda ocupando inutilmente a terra? Ele, porém, respondeu: Senhor, deixa-a ainda este ano, até que eu escave ao redor dela e lhe ponha estrume. Se vier a dar fruto, bem está; se não, mandarás cortá-la.” (Lucas 13.6–9, BEARA).A vida cristã se traduz na mesma sequência de uma vida natural, nascemos de novo, somos como crianças espirituais, pessoas imaturas, aprendemos sobre a vontade de Deus, compreendemos essa vontade, entendemos que temos que fazer de nossas vidas uma oferta em favor delas, ajuda-las em sua jornada nos responsabilizando por elas, ensinando-as para que possam ensinar a outros.

Só produziremos frutos quando aprendermos a nos responsabilizar pelas vidas das pessoas, quando entendermos que temos e precisamos cuidar delas, levando-as ao conhecimento da vontade do Pai. Elas aprenderão, não só quando falarmos, mas principalmente quando formos exemplos para suas vidas, quando formos modelos, quando nos ofertarmos em favor do seu crescimento.

Anúncios