Os planos e a vontade de Deus

stil-326695

foto por: STIL em Unsplash

Precisamos olhar as coisas segundo a perspectiva de Deus e não pelas nossas e nem segundo o pensamento natural, mas divino. A Sua sabedoria excede todo o nosso entendimento e precisamos aprender a nos submeter a ela e a Sua vontade, como foi com o nascimento de Cristo, pois em tudo que aconteceu, traduziu os planos e a vontade de Deus.

José e Maria são forçados a irem a Belem, pois havia o recenseamento que iria ser realizado. Como está em Lucas, capítulo dois, versículo três: “Então todos foram se registrar, cada um na sua própria cidade.” (Lucas 2.3, NTLHE). Como filho de Deus, nasce em um estábulo e é colocado em uma manjedoura. Completamente loucura para quem Ele é. Podemos ler sobre isso no versículos seis e sete: “ e aconteceu que, enquanto se achavam em Belém, chegou o tempo da criança nascer. Então Maria deu à luz o seu primeiro filho. Enrolou o menino em panos e o deitou numa manjedoura, pois não havia lugar para eles na pensão.” (Lucas 2.6–7, NTLHE).

Embora tenha esta simplicidade, Deus faz algo especial, anjos anunciam o nascimento a pastores, como está do versículo nove ao onze: “Então um anjo do Senhor apareceu, e a luz gloriosa do Senhor brilhou por cima dos pastores. Eles ficaram com muito medo, mas o anjo disse: — Não tenham medo! Estou aqui a fim de trazer uma boa notícia para vocês, e ela será motivo de grande alegria também para todo o povo! Hoje mesmo, na cidade de Davi, nasceu o Salvador de vocês — o Messias, o Senhor!” (Lucas 2.9–11, NTLHE).

Podemos não entender as coisas que Deus faz e nem a Sua forma de operar, mas precisamos aprender a confiar Nele e nas coisas que faz em e através de nossas vidas. Tudo tem o propósito Dele cumprir a Sua vontade, por isso, precisamos nos alegrar e nos submetermos a ela, reconhecendo que Ele está realizando a Sua obra por meio de nossas vidas.

Anúncios