Procurar entender a vontade de Deus

alexander-mils-instagram-com-alexandermils-320031

foto por: Alexander Mils em Unsplash

Somos filhos de Deus e  precisamos aprender e compreender o Seu querer, andando neste mundo como Seus imitadores, fazendo o que Lhe agrada, expressando-O em nossas ações, revelando quem Ele é, pois para isso fomos chamados, vivemos e temos que fazer segundo a Sua vontade e não conforme os nossos desejos e expectativas.

Paulo  fala sobre sermos imitadores de Deus, isto está no capítulo cinco, da carta aos Efésios, nos versículos um e dois: “Vocês são filhos queridos de Deus e por isso devem ser como ele. Que a vida de vocês seja dominada pelo amor, assim como Cristo nos amou e deu a sua vida por nós, como uma oferta de perfume agradável e como um sacrifício que agrada a Deus!” (Efésios 5.1–2, NTLHE).

Por isso, é importante estarmos atentos à maneira como vivemos. Somos da luz, temos que revelar a luz que somos, fazendo obras que glorificam e revelam o Pai ao mundo.

Dentre as várias instruções no capítulo cinco, ele fala que devemos buscar compreender a vontade de Deus, como está do versículo quinze ao vinte: “Portanto, prestem atenção na sua maneira de viver. Não vivam como os ignorantes, mas como os sábios. Os dias em que vivemos são maus; por isso aproveitem bem todas as oportunidades que vocês têm. Não ajam como pessoas sem juízo, mas procurem entender o que o Senhor quer que vocês façam. Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus. Animem uns aos outros com salmos, hinos e canções espirituais. Cantem, de todo o coração, hinos e salmos ao Senhor. Em nome do nosso Senhor Jesus Cristo, agradeçam sempre todas as coisas a Deus, o Pai.” (Efésios 5.15–20, NTLHE).

Buscarmos compreender a vontade e o conhecimento de Deus é que nos conduzirá a sermos Seus imitadores e a amarmos uns aos outros, e assim, sermos imitadores de Cristo e oferecermos nossas vidas como um sacrifício, uma oferta em favor dos outros para que possam conhecê-Lo. É importante buscarmos compreender essa vontade, para não sermos infrutíferos, mas filhos que revelam o Pai ao mundo.

Anúncios