No amor expressamos a plenitude de Cristo

foto por: Aivars Vilks em Unsplash

Paulo escrevendo a Filemon, fala-lhe do amor que revela por meio de suas ações, do versículo quatro ao sete:

Dou graças ao meu Deus, lembrando-me, sempre, de ti nas minhas orações, estando ciente do teu amor e da fé que tens para com o Senhor Jesus e todos os santos, para que a comunhão da tua fé se torne eficiente no pleno conhecimento de todo bem que há em nós, para com Cristo. Pois, irmão, tive grande alegria e conforto no teu amor, porquanto o coração dos santos tem sido reanimado por teu intermédio.” (Filemom 4–7 RA).

Conhecermos a plenitude de todo bem que está em nós por causa de obra de Cristo em nosso favor. É fundamental revelarmos esta obra quando andamos por fé, expressando em ações o amor de Deus derramado abundantemente em nossas vidas pelo Espírito, para vivermos segundo a vontade do Pai e não conforme os nossos interesses e forma de pensar deste mundo. Filemom revela o amor de Deus e a Sua fé, expressando em obras que realiza em favor dos irmãos. Como ele, devemos entender o nosso papel e responsabilidade para agirmos na vontade de Deus, andando pelos valores eternos, praticando a justiça do reino que revelam as virtudes Daquele que nos tirou das trevas e nos fez um novo ser para sermos plenos em Cristo.

Revelamos a plenitude de Cristo em nossas vidas quando expressamos em nossas ações o amor de Deus e a vontade do Pai, praticando obras de justiça, andando na verdade e manifestando as virtudes de nosso Senhor.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX,SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE