Trata do fruto que produz!

Trata do fruto que produz

foto por: Charlota Blunarova em  Unsplash

O autor da carta aos Hebreus, trata da questão de frutos produzidos, como podemos ler no capítulo seis, versículos sete e oito:

Deus abençoa a terra que recebe a chuva, a qual muitas vezes cai sobre ela e produz plantas úteis para aqueles que trabalham nela. Mas a terra que produz mato e espinhos não serve para nada; ela corre o perigo de ser amaldiçoada por Deus e acaba sendo queimada.” (Hebreus 6.7–8, NTLHE)

O que Deus concede a todos, justos e injustos, não é o que faz a diferença, mas o fruto que cada um produz, como a terra, é que identifica a origem e o propósito de cada um, pois a graça foi derramada a todos e todos podem usufruir da vida verdadeira quando se submetem a Cristo como Senhor e Salvador, andando segundo o próprio ensino de obediência à vontade de Deus que Cristo nos ensinou.

Tendo recebido da graça e do amor de Deus, tendo o entendimento iluminado para a salvação, precisamos compreender que necessitamos caminhar e perseverar rumo à maturidade, a deixar as obras da natureza humana e produzir os frutos pertinentes a boa terra, como filhos de Deus, caso contrário, estamos sendo uma terra que não serve para nada.

Que possamos compreender que tendo recebido da graça de Deus, não podemos continuar a produzir frutos segundo a natureza humana, mas devemos revelar a Sua obra em nós, produzindo frutos que revelam a justiça de Deus.