Revelando o conhecimento de Deus

Revelando em ações a justiça de Deus

foto por: Andre Iv em Unsplash

A nossa conversão se revela pela maneira como vivemos, nos relacionamos e como usamos do poder e autoridade que temos neste mundo. Precisamos compreender que viver o reino de Deus, implica em andarmos, segundo os valores eternos do Criador e somos chamados para expressar e revelar esse reino a todos.

Mas como revelamos? Esta é a questão que podemos observar pelas palavras de João Batista, proclamadas desde o velho testamento, até os apóstolos que escreveram e instruíram as pessoas sobre como andar na vontade do Pai.

Em Lucas, capítulo três, versículo dez e onze, podemos ler sobre como devemos nos portar diante de nossa abundância: “Então, as multidões o interrogavam, dizendo: Que havemos, pois, de fazer? Respondeu-lhes: Quem tiver duas túnicas, reparta com quem não tem; e quem tiver comida, faça o mesmo.” (Lucas 3.10–11, BEARA).

Já aqueles que poderiam se corromper e usar do poder que tinham, podemos ler as instruções de João nos versículos doze e treze: “Foram também publicanos para serem batizados e perguntaram-lhe: Mestre, que havemos de fazer? Respondeu-lhes: Não cobreis mais do que o estipulado.” (Lucas 3.12–13, BEARA).

E quanto aos que são responsáveis por assegurar que as leis sejam cumpridas, conforme versículo quatorze: “Também soldados lhe perguntaram: E nós, que faremos? E ele lhes disse: A ninguém maltrateis, não deis denúncia falsa e contentai-vos com o vosso soldo.” (Lucas 3.14, BEARA).

Coisas simples, que precisamos praticar e andar nelas, mas precisa haver entendimento e compreensão da obra de Deus para que vivamos segundo a Sua justiça; que não busquemos os nossos interesses, mas que sejamos expressão da vontade de Deus diante de todos.

Andar em justiça é não praticarmos o mal contra o próximo, é levarmos a cabo o mandamento de Cristo quanto a amar os outros como ele amou, honrando e glorificando o Seu nome, sendo a oferta que O revela ao mundo.

Anúncios