Não se trata de opção, mas natureza

Há uma necessidade de compreender quem somos, o que recebemos e qual a nossa natureza, pois se não entendermos, viveremos fora da vontade de Deus, não manifestando o Seu propósito, não andando na verdade e nem revelando quem fomos chamados para imitarmos. Somos de Deus, criados à imagem de Cristo, coparticipantes da natureza divina e capacitados para andar na Sua vontade, rejeitando as paixões humanas. Diante desta realidade, andarmos segundo a justiça sendo imitadores de Cristo, revelando as virtudes de nosso Pai não se trata de uma opção, mas de expressarmos a natureza que temos Nele.