Enquanto esperamos, nós revelamos…

foto por: Chris Swann em Unsplash

Paulo traz uma instrução clara na primeira carta aos Tessalonicenses quanto à forma como devemos viver enquanto esperamos a volta do Senhor, como podemos ler no capitulo cinco, do versículo quatro ao oito:

Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios. Ora, os que dormem dormem de noite, e os que se embriagam é de noite que se embriagam. Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação;” (1Tessalonicenses 5.4–8 RA).

Tendo o entendimento que pertencemos a Deus, que fomos comprados por Cristo para vivermos segundo a vontade do Pai, não mais escravos do pecado, mas da justiça como Seus filhos, sendo Seus imitadores, devemos esperar a volta do Senhor tendo esta consciência e entendimento. Como filhos da luz, não podemos andar nas trevas, isto é, segundo a forma de pensar deste mundo: expressando obras da carne. Fomos feitos um novo ser, à imagem de Cristo e somos coparticipantes da natureza divina, portanto devemos viver como Ele. A santificação não é para nós, mas para o mundo, para que todos possam ver o Pai por meio de nossas vidas, pois andamos segundo os valores eternos, praticando a justiça e revelando o Seu amor.

Enquanto esperamos a volta do Senhor, não podemos viver segundo o pensamento daqui, revelando os frutos da carne, mas, devemos como um novo ser, andar na verdade, praticando a justiça e revelando Cristo à todos.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX,  SPOTFY,   DEEZER  ou   GOOGLE