Herdando o reino de Deus

Paulo ensinando aos irmãos de Corinto em sua primeira carta, no capítulo quinze, versículos quarenta e nove e cinquenta, afirma:

E, assim como trouxemos a imagem do que é terreno, devemos trazer também a imagem do celestial. Isto afirmo, irmãos, que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.” (1Coríntios 15.49-50 RA).

Termos a compreensão destes dois aspectos é importante, pois o homem natural não herda o reino de Deus, somente o espiritual, somente aquele que nasce de novo, do Espírito é que pode receber o reino, como Jesus ensinou. O homem natural não compreende a realidade espiritual. Nascer de novo é reconhecermos Cristo como o enviado do Pai para nos resgatar das trevas por meio da Sua obra na cruz em nosso favor e que a nossa salvação não depende de nossas obras, mas da graça revelada em Cristo.

Quando nos submetemos a Cristo, reconhecendo-O como Senhor e Salvador, nascemos do Espírito, somos feito um novo ser, um ser espiritual à imagem de Cristo tendo a Sua mente recebendo da natureza de Deus. Quando nascemos de novo, temos que anunciar Cristo ao mundo e quando O revelamos, estamos manifestando o ser espiritual que somos. Mas, se permanecemos nas obras segundo a natureza humana, significa que não entendemos a salvação, nem a obra de Deus e não temos nos empenhado na busca deste conhecimento.

Herdamos o reino não por mérito, mas por causa da obra de Cristo em nosso favor que nos faz um ser espiritual pela graça de Deus que nos capacita para vivermos como Ele, revelando-O ao mundo.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE