Indigno e sem discernimento

Quando agimos sem entendimento, meramente repetindo um ato sem compreender o que estamos fazendo, estamos sendo indignos e sem o discernimento que precisamos ter.

Celebramos a ceia do Senhor não para recebermos poder e continuarmos a jornada, mas para nos lembrarmos da obra de Cristo em nosso favor, nos resgatando das trevas, nos fazendo livres, nos colocando na presença de Deus, membros do Seu Corpo, pois somos pedras vivas do templo que está sendo construído.

A celebração é feita de forma indigna e sem discernimento quando não compreendemos que fazemos parte uns dos outros e que a nossa vida deve ser oferta para o crescimento e amadurecimento para revelarmos Cristo ao mundo.