Adentrarmos ou fugirmos da luz

Adentrarmos ou fugirmos da luz

Foto por: Spenser Sembrat em Unsplash

Em Atos, o governador Felix ao receber os testemunhos que Paulo lhe deu, teve a atitude de fugir, ignorar, como podemos ler no capítulo vinte e quatro, do versículo vinte e quatro ao vinte e seis:

Passados alguns dias, vindo Félix com Drusila, sua mulher, que era judia, mandou chamar Paulo e passou a ouvi-lo a respeito da fé em Cristo Jesus. Dissertando ele acerca da justiça, do domínio próprio e do Juízo vindouro, ficou Félix amedrontado e disse: Por agora, podes retirar-te, e, quando eu tiver vagar, chamar-te-ei; esperando também, ao mesmo tempo, que Paulo lhe desse dinheiro; pelo que, chamando-o mais frequentemente, conversava com ele.” (Atos dos Apóstolos 24.24–26 RA).

Quais tem sido nossas atitudes diante do conhecimento da verdade? Da compreensão da salvação pela graça? Nós nos submetemos a Cristo como o Senhor e Salvador? Ou o que fazemos é permanecermos na nossa ignorância quanto a vontade de Deus e fugido do processo de iluminação do entendimento? Esta é a questão que precisamos refletir, podemos agir como Paulo e buscarmos o conhecimento e compreensão da vontade de Deus e agirmos segundo este entendimento ou fazermos como o governador Felix, que movido pelo interesse próprio, prefere se afastar da luz e da compreensão da vontade de Deus.

Temos que entender que a vida cristã não se trata de religião, de regras e preceitos, mas de atitudes que expressam e revelam o caráter de Deus ao mundo. Somos chamados para nos despirmos da maneira de vivermos deste mundo, para andarmos como Cristo, expressando-O em nossas atitudes e palavras.

Ouça a mensagem completa do agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE