Nossa batalha espiritual

Nossa batalha não se trata do enfrentamento de demônios, principados e potestades e muito menos com relação a luta contra as pessoas e suas ideias.

Temos que entender que a nossa luta está na forma de pensar. Não podemos viver o reino de Deus, pensando como uma pessoa natural, mas temos que nos despir da maneira de pensar deste mundo e imitarmos a Cristo, pois recebemos da Sua mente.

Nossa luta não usa armas carnais, mas espirituais (o conhecimento revelado por Deus nas Escrituras), com o propósito de destruir fortalezas, aniquilar sofismas e levar toda mente cativa a Cristo, especialmente a nossa para sermos instrumentos e expressão da vontade do Pai neste mundo.