A opção para aprendermos

A opção para aprendermos

foto por: Thomas Willmott em Unsplash

No evangelho de Mateus, capítulo dezessete, versículo cinco, quando alguns discípulos estavam com Jesus no monte, Deus fala a eles sobre o que deveriam fazer:

“Enquanto Pedro estava falando, uma nuvem brilhante os cobriu, e dela veio uma voz, que disse: — Este é o meu Filho querido, que me dá muita alegria. Escutem o que ele diz!” (Mateus 17.5, NTLHE).

Na maioria das vezes não entendemos a motivação ou a razão para fazer as coisas. Mas aceitamos fazê-las quando confiamos em alguém. Muitas das vezes, mesmo não entendendo a motivação para fazer, precisamos obedecer ao que Cristo nos fala em Seus ensinamentos, pois escutar não se trata somente de ouvir, mas de colocar em prática.

A vida cristã se trata de uma jornada de crescimento e amadurecimento para chegarmos a plena estatura de Cristo, de maneira que em todas as coisas revelemos a Sua glória. Por isso, podemos não entender o porque devemos fazer certas coisas, mas como um aprendiz, nós obedecemos, pois à medida que crescemos em maturidade, compreendemos a motivação por trás da ação e assim, conhecemos cada vez mais do Senhor e Sua vontade.

Não existe aprendizagem sem obediência, como tem como haver aprendizagem se não repetimos as ações que precisamos fazer, pois somente na ação é que compreendemos e conhecemos o nosso Deus e assim, poderemos revela-Lo.