Livra nos do mal

Livra nos do mal

foto por: Nong Vang em Unsplash

Na oração do Pai Nosso em Mateus, no capítulo seis, versículo treze, lemos:

E não deixes que sejamos tentados, mas livra-nos do mal. [Pois teu é o Reino, o poder e a glória, para sempre. Amém!]”” (Mateus 6.13, NTLHE).

Qual o mal que desejamos ser livrados? Daquele que as pessoas podem nos impingir ou do mal que podemos provocar às pessoas por causa da natureza humana? Temos que entender que na oração Jesus está pedindo para nos guardar do mal que está em nós e que podemos praticar contra as pessoas e não do mal que elas podem nos causar.

Quando compreendemos quem somos, o que recebemos de Deus e que é nossa responsabilidade revelá-Lo ao mundo por meio das nossas ações e reações, nos nossos relacionamentos, percebemos que não se trata do mal que as pessoas podem nos fazer, pois quanto a esses sabemos como lidar, devemos sim, sermos guardados do mal que está em nós e que podemos realizar contra as pessoas, pois neste caso, deixamos de expressar e revelar o nosso Deus ao mundo e não sabemos qual o impacto que poderá ter na vida do outro.

Que possamos entender que pedimos para sermos guardados do mal que está em nós e não do mal que as pessoas podem praticar contra nós.