Chamando um desonesto

Chamando um desonesto

foto por:  Aditya Vyas em Unsplash

O evangelho, o reino de Deus, não é para aqueles que se acham bons, mas para aqueles que são pecadores e sabem que neles não há nada de bom que possam oferecer a Deus. Assim foi o chamado de Mateus, pois a fama de todos os cobradores eram de pessoas desonestas e pecadoras, e este foi um dos chamados para ser discípulo de Jesus.

Podemos ler sobre o seu chamado em Lucas, capítulo cinco, versículos vinte e sete e vinte e oito: “Depois disso Jesus saiu e viu um cobrador de impostos, chamado Levi, sentado no lugar onde os impostos eram pagos. Jesus lhe disse: — Venha comigo. Levi se levantou, deixou tudo e seguiu Jesus.” (Lucas 5.27–28, NTLHE).

Assim como tantos outros exemplos, Levi (Mateus) ao ouvir o chamado se levantou, largou tudo e seguiu a Jesus, e nós? Nos achamos bons? Achamos que somente temos algumas coisas para melhorar? Ou de fato nos vemos como pecadores e que não temos nada a oferecer a Deus e que precisamos inteiramente Dele?

É este tipo de posicionamento que irá fazer a diferença em nossas vidas quando nos entregamos à vontade de Cristo para sermos Seus discípulos. Nos empenhamos em compreender a Sua vontade, Sua obra em nós e no desenvolver da salvação, santificando o proceder para que o nosso Deus seja visto em nós.

Como nos vemos? Como justos? Ou como pecadores diante de Deus?