Andar segundo a natureza humana ou conforme a espiritual

Andar segundo a natureza humana ou conforme a espiritual

foto por: Thomas Grams em  Unsplash

Somos novas criaturas, fomos feitos à imagem de Cristo, temos a Sua mente, por isso precisamos andar segundo a nova natureza, a natureza espiritual para revelarmos Cristo ao mundo e não de acordo com a natureza humana, que revela quem é o homem.

Paulo, na carta aos Gálatas, no capítulo cinco, do versículo dezesseis ao dezoito, nos convoca a andarmos pelo Espírito:  “Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana. Porque o que a nossa natureza humana quer é contra o que o Espírito quer, e o que o Espírito quer é contra o que a natureza humana quer. Os dois são inimigos, e por isso vocês não podem fazer o que vocês querem. Porém, se é o Espírito de Deus que guia vocês, então vocês não estão debaixo da lei.” (Gálatas 5.16–18, NTLHE).

Aí, ele mostra dos versículos dezenove ao vinte e um, como anda uma pessoa que está sujeita à natureza humana: “As coisas que a natureza humana produz são bem conhecidas. Elas são: a imoralidade sexual, a impureza, as ações indecentes, a adoração de ídolos, as feitiçarias, as inimizades, as brigas, as ciumeiras, os acessos de raiva, a ambição egoísta, a desunião, as divisões, as invejas, as bebedeiras, as farras e outras coisas parecidas com essas. Repito o que já disse: os que fazem essas coisas não receberão o Reino de Deus.” (Gálatas 5.19–21, NTLHE)

Quem anda segundo o Espírito revela as virtudes de Deus, como está nos versículos vinte e dois e vinte e três: “Mas o Espírito de Deus produz o amor, a alegria, a paz, a paciência, a delicadeza, a bondade, a fidelidade, a humildade e o domínio próprio. E contra essas coisas não existe lei.” (Gálatas 5.22–23, NTLHE)

Por que devemos andar no Espírito? Isto ele responde nos versículos vinte e quatro ao vinte e seis: “As pessoas que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a natureza humana delas, junto com todas as paixões e desejos dessa naturezaQue o Espírito de Deus, que nos deu a vida, controle também a nossa vida! Nós não devemos ser orgulhosos, nem provocar ninguém, nem ter inveja uns dos outros.” (Gálatas 5.24–26, NTLHE).

Que possamos compreender que devemos nos sujeitar a Deus, andar segundo a natureza espiritual que recebemos, pois somos Seus filhos para revelar a Sua glória neste mundo.