Achados em paz!

Achados em paz

foto por: Jacky Lo em Unsplash

Temos uma jornada, um propósito e precisamos cumprir, vivendo segundo a vontade de Deus, amadurecendo, sendo expressão de Cristo e conduzindo as pessoas ao conhecimento de Sua vontade e a salvação oferecida pela graça, mas temos que ser vigilantes, estarmos atentos, santificarmos o nosso proceder, não nos deixando enganar por pessoas inescrupulosas que buscam o próprio interesse e que não andam na vontade do Senhor, para que no momento que o Senhor vir, como um ladrão de noite, sermos achados na Sua paz.

Pedro falando sobre esta questão, afirma no capítulo três, de sua segunda carta, nos versículos quatorze e quinze: “Por essa razão, pois, amados, esperando estas coisas, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis, e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como igualmente o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada,” (2Pedro 3.14–15, BEARA).

E quanto as pessoas inescrupulosas, os falsos mestres, devemos como ele afirma nos versículos dezessete e dezoito: “Vós, pois, amados, prevenidos como estais de antemão, acautelai-vos; não suceda que, arrastados pelo erro desses insubordinados, descaiais da vossa própria firmeza; antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno.” (2Pedro 3.17–18, BEARA).

A única maneira de não sermos enganados e estarmos sempre prontos para a volta do Senhor é crescermos no Seu conhecimento e vontade, para santificarmos o nosso proceder, revelando-O ao mundo, e estarmos sempre atentos e prontos para a Sua vinda e não sermos pegos de surpresa, mas, achados em paz em todas as situações.