Quando não dormimos quanto a volta do Senhor

Quando não dormimos quanto a volta do Senhor

foto por: runzi zhu em Unsplash

O Senhor voltará. E como um ladrão de noite Ele o fará, por isso não sabemos quando, apenas que virá. Nós precisamos estar prontos e atentos para que esse dia não nos pegue de surpresa, mas devemos estar ligados e não dormirmos.

Paulo instruindo os irmãos de Tessalônica, no capítulo cinco, do versículo quatro ao dez: “Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios. Ora, os que dormem dormem de noite, e os que se embriagam é de noite que se embriagam. Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, revestindo-nos da couraça da fé e do amor e tomando como capacete a esperança da salvação; porque Deus não nos destinou para a ira, mas para alcançar a salvação mediante nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu por nós para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos em união com ele.” (1Tessalonicenses 5.4–10, BEARA).

Afirmar que não somos das trevas, quer dizer que não andamos conforme a mesma maneira de pensar do mundo, mas como filhos de Deus, revelamos obras e agimos segundo quem Ele é, conforme a Sua natureza. Temos que entender que escolher a maneira de viver está relacionado ao entendimento da natureza que temos. Se entendemos que somos Dele, feitos em Cristo Jesus, que somos a Sua imagem conforme a Sua semelhança, escolhemos realizar as obras que O glorificam e revelam ao mundo.

Andarmos como Cristo, quer dizer que estamos sempre prontos para a volta do Senhor e que esse dia não nos pegará de surpresa.