Por que seremos odiados?

Por que seremos odiados?

foto por: Mick Haupt em Unsplash

O ódio é decorrente da oposição, do agir de forma contrária ao outro. Nós que compreendemos a graça de Deus e o Seu amor, não temos razão para odiar as pessoas que pensam e agem de forma contrária à Sua vontade, pois somos responsáveis por conduzi-las ao conhecimento do Seu querer. Aqueles que não O conhecem e não compreendem a Sua vontade, veem nas nossa atitudes a expressão da justiça de Deus, do Seu amor e por revelarmos a iniquidade, então é normal que se oponham ao que estamos fazendo.

Jesus disse que nos finais dos tempos as pessoas agirão contra àqueles que são da própria família, como podemos ler em Marcos, capítulo treze, versículos doze e treze: “Um irmão entregará à morte outro irmão, e o pai, ao filho; filhos haverá que se levantarão contra os progenitores e os matarão. Sereis odiados de todos por causa do meu nome; aquele, porém, que perseverar até ao fim, esse será salvo.” (Marcos 13.12–13, BEARA).

A questão de tudo isso, especialmente de sermos odiados, não está na ação realizada pelos outros, mas na compreensão de quem somos, em agirmos segundo a justiça e a graça de Deus com o propósito de conduzir todos, independente de suas ações contra nós.

Temos e precisamos compreender que temos que ser o culto que agrada ao Pai, fazendo de nossas vidas oferta para que todos possam ter a oportunidade de experimentar e conhecer a graça do Senhor.

Anúncios