Um sinal do céu

Um sinal do céu

foto por:   Patrick Langwallner em Unsplash

Na hipocrisia religiosa, achando que é pelo empenho e esforço pessoal que alcançamos a salvação de nossa alma e a maneira de conhecermos a Deus, reside o nosso erro e nossa falta de entendimento.

Logo depois de ter feito a multiplicação dos pães, os fariseus pediram que Jesus mostrasse um sinal do céu, como fez Elias. Em Marcos, capítulo oito, versículos onze e doze: “E, saindo os fariseus, puseram-se a discutir com ele; e, tentando-o, pediram-lhe um sinal do céu. Jesus, porém, arrancou do íntimo do seu espírito um gemido e disse: Por que pede esta geração um sinal? Em verdade vos digo que a esta geração não se lhe dará sinal algum.” (Marcos 8.11–12, BEARA).

A vida com Deus e a vontade Dele é decorrente de milagres e sinais que possamos ver? Não. Precisamos entender isto. Não nos submetemos a Ele porque vemos sinais e prodígios, caso contrário Jesus, durante o Seu ministério, teria milhares de seguidores. E como sabemos, poucos ficaram com Ele no final.

Vivermos a vida cristã, a vontade do Pai, não se trata de sinais, milagres e nem manifestação de poder, mas de nos submetermos à vontade do Pai e vivermos segundo o Seu coração, revelando as Suas virtudes aos homens.

Anúncios