De muitos um só

De muitos um só

foto por:  Kevin Delvecchio em Unsplash

Muitas vezes não compreendemos os mistérios e a vontade de Deus, mas existe uma forma muito especial Dele nos ensinar sobre Seu plano e propósito para nós e foi através da união do homem e mulher, no casamento, que se expressa a plenitude da Sua vontade e do que Ele deseja, no sentido de sermos um com Ele, um com Cristo e um com os outros. Não se trata de pensarmos e agirmos da mesma maneira, mas de compreendermos que mesmo sendo completamente diferentes podemos ser um no mesmo propósito.

Jesus ensinando sobre isso, em Mateus, no capítulo dezenove, do versículo quatro ao seis, afirma: “Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne? De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem.” (Mateus 19.4–6, BEARA).

Ser uma só carne, Ele não está falando do ato sexual, mas de naturalmente, como homem e mulher, se unirem em um só propósito, não existe mais um ou o outro, mas, os dois sendo um só casal e como tal, aprender a ser um e a viver segundo o mesmo propósito, honrando e glorificando a vida um do outro.

Nós fomos chamados em Cristo para fazermos parte do Seu Corpo, membros da família de Deus, embora sendo muitos e diferentes em tudo, temos que viver a unidade da fé na expressão da vontade do Pai. Cada um já não vive para si mesmo, mas para o outro, para que a vontade do Pai se cumpra na vida dele, para que cresça, conheça e compreenda o Seu querer. Viver a Sua família, o andar de modo digno da vocação na plenitude de Sua vontade, revelando a Sua vida, somente é possível quando compreendemos que temos que ser a oferta em favor do outro, para que o propósito do Pai seja expresso de forma real na vida de todos os que nos cercam.

Anúncios