Vencendo o tinhoso

foto por: Alex Bierwagen em Unsplash

Quando compreendemos  a nossa origem, quem somos em Deus, como devemos viver, compreendemos que não temos a vitória por nós mesmos sobre o operar do Diabo, mas somente temos a vitória quando nos submetemos a Deus, andando segundo a Sua vontade, conhecendo as Escrituras, para podermos rejeitar o pensamento do Diabo.

Tiago em sua carta, no capítulo 4, do versículo sete ao dez, afirma sobre esta questão: “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração. Afligi-vos, lamentai e chorai. Converta-se o vosso riso em pranto, e a vossa alegria, em tristeza. Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará.” (Tiago 4.7–10, BEARA).

Não se trata de resistirmos ao Diabo, mas de nos sujeitarmos a Deus e Sua vontade, quando assim, fazemos, à luz do conhecimento da palavra, poderemos rejeitar as obras das trevas. Por isso, precisamos nos converter a Deus e a Sua vontade. E fazemos isso, quando entendemos que devemos santificar o procedimento, que devemos andar segundo o coração recebido do Pai, que devemos nos humilhar perante o Senhor, reconhecendo que somos miseráveis e totalmente dependentes Dele para realizarmos qualquer coisa boa neste mundo, pois todo o bem procede Dele.

Quando assim agimos, quando manifestamos as obras de Deus, sujeitos à Sua vontade, então o Diabo irá fugir de nós e teremos vitória sobre o Tinhoso, glorificando o Pai pelas obras que realizamos.

Anúncios