Acumulando tesouros

Acumulando tesouro

foto por: Kenny Luo em Unsplash

A vida cristã, a expressão de filhos, o revelar do reino não se trata do quanto somos bem sucedidos neste mundo, do quanto acumulamos nesta vida, do quão próspero somos, mas,  do quanto revelamos o Reino, nos comprometemos com a vontade de Deus, somos fiéis em honrar e glorificar o Pai, por isso, precisamos ter o discernimento quanto a que tipo de tesouro devemos acumular.

Jesus instruindo a Seus discípulos, em Lucas, capítulo doze, versículos trinta e três e trinta e quatro afirma: “Vendei os vossos bens e dai esmola; fazei para vós outros bolsas que não desgastem, tesouro inextinguível nos céus, onde não chega o ladrão, nem a traça consome, porque, onde está o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração.” (Lucas 12.33–34, BEARA).

Precisamos aprender sobre os valores eternos, conhecer o nosso Deus e ao nosso Senhor Jesus, pois nisto está a vida eterna, nisto concentra a Sua vontade, neste aspecto está a nossa jornada para sermos a expressão plena de nosso Deus na igreja, e como ela deve revelar o Pai o mundo.

À medida que amadurecemos e conhecemos o Senhor, não só aprendemos a ser oferta, como ajudamos uns aos outros na jornada, como passamos a trabalhar em favor de tesouros eternos, honrando e glorificando o nosso Deus, expressando as Suas virtudes para que todos possam ter oportunidade de conhecê-Lo. Somos a família de Deus, somos a nação santa, somos o povo de Sua exclusiva propriedade, libertos do domínio do pecado, para revelarmos as Suas virtudes ao mundo, só assim acumulamos o verdadeiro tesouro.