Para sermos a alegria do Senhor

foto por: Ricardo Moura em Unsplash

Jesus nos dá o exemplo do que precisamos fazer para que o nosso Deus se alegre em nós, como está no evangelho de Lucas, no capítulo três, versículo vinte e um e vinte e dois.

E aconteceu que, ao ser todo o povo batizado, também o foi Jesus; e, estando ele a orar, o céu se abriu, e o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea como pomba; e ouviu-se uma voz do céu: Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo.” (Lucas 3.21–22 RA).

Primeiro: precisamos entender que não se trata do que queremos fazer para agradar a Deus, mas de compreendermos a Sua vontade e a ela nos sujeitarmos, como Cristo. Segundo: nos submetermos à Sua salvação, pois Cristo veio ao mundo para nos salvar, nos comprar para Deus, tirando nos das trevas e nos levando para o Seu reino. Recebermos pela graça, não está vinculado ao nosso esforço em agradá-Lo. Terceiro: como Cristo, nos submetemos à vontade de Deus, prestando o verdadeiro culto, que é nos ofertando a essa vontade, andando na verdade. Quando assim fazemos, Ele se alegra conosco, pois nos faz Seus filhos, nos capacita e nos ensina. Temos que seguir o modelo de Cristo que envolve: negarmos a nós mesmos, tomarmos a nossa cruz e seguir os Seus ensinos.

Não existe outra maneira para sermos a alegria do Senhor, pois se não nos tornarmos Filhos, mediante a obra que Ele realizou em nosso favor e não nos submetermos, não temos como revelar o nosso compromisso com a Sua vontade.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX,SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE