A verdadeira sabedoria

A verdadeira sabedoria

foto por: Alejandro Piñero Amerio em Unsplash

Na sua carta, Tiago nos ensina sobre a verdadeira sabedoria, como podemos ler no capítulo três, versículos dezessete e dezoito:

A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento. Ora, é em paz que se semeia o fruto da justiça, para os que promovem a paz.” (Tiago 3.17–18 RA).

Temos que compreender que a verdadeira sabedoria não está no conhecimento que temos, nem nas palavras que proferimos, mas na maneira como vivemos e nos relacionamos uns com os outros, pois se a nossa atitude está focada na construção de pontes, na disposição de perdoar as ofensas, no desenvolvimento de relações que revelam e expressam o amor de Deus, que seja cheia de misericórdia, que revela mansidão, que não seja parcial e principalmente que não seja carregada de fingimento. Estamos no caminho da vontade de Deus, pois agindo segundo os valores do Seu reino, expressando o fruto do Espírito, então construiremos relacionamentos que permitirão que o Seu amor atue na vida uns dos outros, levando-nos à maturidade e ao cumprimento do nosso papel no mundo.

Não são palavras que revelam a sabedoria que vem do alto, mas, as nossas atitudes, a maneira como nos relacionamos e revelamos o amor de Deus, pois se estamos focados em revelar o Pai, então agiremos segundo o fruto do Espírito e não pela nossa carne e forma de pensar natural.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX,SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE