A caminho da cruz

Quando Jesus realiza o milagre de transformar água em vinho, Ele dá início a Sua jornada rumo à cruz para a salvação dos homens. Podemos ler sobre este começo e a Sua declaração em João, no capítulo dois, do versículo um ao cinco, quando estava nas bodas:

Três dias depois, houve um casamento em Caná da Galileia, achando-se ali a mãe de Jesus. Jesus também foi convidado, com os seus discípulos, para o casamento. Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Eles não têm mais vinho. Mas Jesus lhe disse: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Então, ela falou aos serventes: Fazei tudo o que ele vos disser.” (João 2.1-5 RA).

Quando Ele afirma que não é chegada a Sua hora, Ele estava afirmando à Sua mãe que no momento que iniciasse a realizar milagres, começaria a Sua caminhada rumo ao Calvário, à cruz, para que os processos de Deus se completassem e assim, nós pudéssemos ser resgatados por meio da Sua obra. Embora Ele tenha falado que ainda não era chegada a Sua hora, Maria determina aos servos que fizessem tudo que lhes fossem ordenado por Ele. Jesus, não considerando as questões de purificação, nem o uso dos rituais requeridos, determina em respeito ao Seu amigo que estava casando, o uso das talhas.

Jesus sabia que tinha vindo para que o caminho da cruz fosse cumprido e Ele não foge desta responsabilidade, mas inicia esta jornada por meio do primeiro milagre, para que pudéssemos conhecer a Deus e a Sua vontade.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE