Participando dos processos de Deus

Paulo escrevendo em sua segunda carta aos Coríntios, no capítulo quatro, versículos um e dois, afirma sobre a condição em que estamos participando do evangelho:

Pelo que, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; pelo contrário, rejeitamos as coisas que, por vergonhosas, se ocultam, não andando com astúcia, nem adulterando a palavra de Deus; antes, nos recomendamos à consciência de todo homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade.” (2Coríntios 4.1–2 RA).

Andar na verdade é a condição para cumprirmos a vontade de Deus e desempenharmos o ministério que temos de reconciliação dos homens com Ele. Não se trata de nossa capacidade e nem de nosso esforço pessoal, mas de compreendermos que fazemos, por causa da misericórdia divina que nos chamou e nos tirou das trevas, iluminando o nosso entendimento, para que, abandonando a maneira de pensar deste mundo, possamos viver a plena liberdade revelada em Cristo, andando na verdade e proclamando os valores eternos do reino de Deus.

Como filhos de Deus não podemos torcer a Sua palavra e nem tentar adequá-la ao nosso propósito, pelo contrário, devemos andar na verdade, participando dos processos de Deus, revelando os valores eternos do Seu reino, não subjugando as pessoas, mas conduzindo-as ao Seu conhecimento para proclamarmos o Seu reino, reconciliando-as com Ele.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE