Revelando a fragrância de Cristo

Paulo, em sua segunda carta aos Coríntios, no capítulo dois, do versículo quatorze ao dezesseis, afirma:

Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento. Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo, tanto nos que são salvos como nos que se perdem. Para com estes, cheiro de morte para morte; para com aqueles, aroma de vida para vida. Quem, porém, é suficiente para estas coisas?” (2Coríntios 2.14–16 RA).

Entendermos a essência destas palavras é que nos conduz à compreensão do nosso propósito, a razão da santificação e a maneira como devemos viver. Santificamos não por nossa causa e nem para nos aproximarmos mais de Deus, mas, para que por meio de nossas vidas, as pessoas possam conhece-Lo. Somos responsáveis por revelar Cristo ao mundo, sendo Seus imitadores. Quando O imitamos, revelando o Pai por meio de nossos relacionamentos, estamos sendo este bom perfume, por isso, precisamos amadurecer, nos despindo do velho homem que anda segundo a carne e nos revestirmos de Cristo, pois é assim, em meio às lutas, problemas e dificuldades que aprendemos a andar na verdade e a revelar o Pai.

Revelamos a fragrância do conhecimento de Cristo, sendo o bom perfume, quando nos despimos da natureza humana e nos revestimos das virtudes que revelam o Senhor à todos.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE