O mesmo espírito na doação e no ato de receber

Paulo na carta aos Romanos, capítulo dezesseis, do versículo trinta ao trinta e três faz um pedido de oração, como podemos ler:

Rogo-vos, pois, irmãos, por nosso Senhor Jesus Cristo e também pelo amor do Espírito, que luteis juntamente comigo nas orações a Deus a meu favor, para que eu me veja livre dos rebeldes que vivem na Judeia, e que este meu serviço em Jerusalém seja bem aceito pelos santos; a fim de que, ao visitar-vos, pela vontade de Deus, chegue à vossa presença com alegria e possa recrear-me convosco. E o Deus da paz seja com todos vós. Amém!” (Romanos 15.30–33 RA).

Paulo estava levando a oferta dos gentios à igreja de Jerusalém. O seu pedido de oração era para que o mesmo espírito que houve na coleta para que fosse suprida as necessidades dos santos que viviam na Judeia, estivesse presente naqueles quando recebessem a oferta. Precisamos aprender a fazer o mesmo pedido, de maneira que o evangelho possa alcançar a muitos e em muitos lugares, pois devemos pedir para que o mesmo espírito da oferta, esteja naqueles que a receberão, pois caso contrário a mensagem embutida no processo não será compreendida, sejam nas coisas materiais ou espirituais.

Temos que aprender a confiar em Deus e pedir que a mesma motivação em dar esteja presente no ato de receber, de maneira que Ele seja glorificado em todos os nossos atos com o propósito de cumprir a Sua vontade.

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s