Não podemos nos condenar

Nossas atitudes, crenças e ações precisam ser coerentes a agirmos segundo o que cremos, não porque nos falam, nem por uma questão de nos imporem o que devemos crer. Não se trata dos outros, mas do nosso relacionamento com Deus e a maneira como vivemos de forma alinhada entre o que fazemos e cremos sem impor as nossas crenças. O reino de Deus se trata de aprendermos a respeitar a todos nas suas convicções quanto ao que devem ou não fazer com relação às coisas que nada tem a ver com o fundamento do reino, independe para ele (o reino) guardar ou não dias, comer ou não comer determinados alimentos e tantas outras coisas que criticamos aos outros por suas atitudes, querendo impor a nossa fé.