Os laços de família não estão acima do compromisso com Deus

Os laços de família não estão acima do compromisso com Deus

foto por: Mathieu Bigard em Unsplash

Jesus ensinando no evangelho de Mateus, no capítulo dez, do versículo trinta e quatro ao trinta e sete, afirma:

Não penseis que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada. Pois vim causar divisão entre o homem e seu pai; entre a filha e sua mãe e entre a nora e sua sogra. Assim, os inimigos do homem serão os da sua própria casa. Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim;” (Mateus 10.34–37, RA).

Há uma necessidade  de entendermos o que Cristo quer nos ensinar. Não se trata de brigar com a família pelos seus valores ou os laços que são exigidos acima do compromisso que devemos ter com Cristo. Não podemos deixar de seguir a Cristo, nos submeter a vontade do Pai, porque podemos perder a família à qual estamos ligados. Se eles nos desprezarem, nos rejeitarem, mesmo assim, devemos nos submeter e andar segundo o modelo de Cristo, mesmo que percamos tudo nesta vida. Podemos não ser tratados mais como membros da família, porque não guardamos mais as tradições religiosas ou os valores que de nós são exigidos porque não estão alinhados com o que devemos fazer e viver como cidadãos do reino de Deus.

Nada pode e deve estar acima do nosso compromisso com Deus, Seu reino e Sua vontade, nem mesmo os laços de família que tanto prezamos e desejamos conservar, pois os valores do reino transcendem qualquer tradição e valores naturais.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE