Não só de pão, só ao Senhor, não O tentarás!

Nem só de pão, só ao Senhor e não O tentarás

foto por:  asoggetti em  Unsplash

Normalmente somos tentados em três áreas de nossas vidas: na necessidade de provar quem somos, no colocar o nosso coração nas coisas deste mundo ou no tentar o nosso Deus diante de determinadas situações. Assim como nós somos, Cristo também foi e para cada situação Ele respondeu ao Diabo de forma adequada usando a Palavra.

Estas passagens podemos ler em Lucas, capítulo quatro. Nos versículos três e quatro, O vemos sendo instigado para provar que era filho de Deus: “Disse-lhe, então, o diabo: Se és o Filho de Deus, manda que esta pedra se transforme em pão. Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem.” (Lucas 4.3–4, BEARA).

Dos versículos cinco ao oito, sobre receber todo o poder deste mundo: “E, elevando-o, mostrou-lhe, num momento, todos os reinos do mundo. Disse-lhe o diabo: Dar-te-ei toda esta autoridade e a glória destes reinos, porque ela me foi entregue, e a dou a quem eu quiser. Portanto, se prostrado me adorares, toda será tua. Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele darás culto.” (Lucas 4.5–8, BEARA).

E dos versículos nove ao doze, sobre tentar a Deus: “Então, o levou a Jerusalém, e o colocou sobre o pináculo do templo, e disse: Se és o Filho de Deus, atira-te daqui abaixo; porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e: Eles te susterão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra. Respondeu-lhe Jesus: Dito está: Não tentarás o Senhor, teu Deus.” (Lucas 4.9–12, BEARA).

O Diabo usa a própria Palavra de Deus para que sejamos tentados, mas se conhecemos as Escrituras e compreendemos o contexto, não nos deixamos ser enganados e não nos cedemos à nossa cobiça, mas permanecemos fiéis à vontade de nosso Deus. Temos e precisamos conhecer as Escrituras, para compreendermos a Sua vontade e a ela nos submetermos, para glorificarmos o Seu nome. No conhecimento das Escrituras está a base para conhecermos Deus e assim, aprendermos a ser Seus imitadores.