O que fazemos demonstra que cremos?

O que fazemos demonstra que cremos?

foto por: Yann Allegre em Unsplash

Somos preguiçosos e nos deixamos enganar pelo Diabo, achando que a nossa religiosidade e nossa pretensa “fé” nos conduzirá à salvação e não entendemos que as nossas ações é que revelam o quanto cremos e o quanto estamos comprometidos com a vontade de Deus.

Jesus falando aos religiosos afirma em João, capítulo cinco, do versículo trinta e oito ao quarenta e um: “Também não tendes a sua palavra permanente em vós, porque não credes naquele a quem ele enviou. Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim. Contudo, não quereis vir a mim para terdes vida. Eu não aceito glória que vem dos homens;” (João 5.38–41, BEARA). E Ele afirma nos versículos quarenta e seis e quarenta e sete: “Porque, se, de fato, crêsseis em Moisés, também creríeis em mim; porquanto ele escreveu a meu respeito. Se, porém, não credes nos seus escritos, como crereis nas minhas palavras?” (João 5.46–47, BEARA).

Crer não é acreditar e achar que é suficiente, pois assim o Diabo faz, mas é se comprometer com toda a vontade Daquele que proferiu as promessas. Precisamos, para viver o reino de Deus, estarmos comprometidos e entender que revelamos fé quando fazemos o que é do Seu querer, andando como Seus  filhos, revelando o Seu reino, sendo oferta em favor das pessoas para que possam conhecê-Lo e a Sua vontade e estamos compromissados com a Sua família, qualquer coisa diferente disso é mera religiosidade.

Anúncios