Aptos para corrigirmos uns aos outros

Aptos para corrigir uns aos outros

foto por: Rachel em Unsplash

Quando compreendemos o que recebemos de Deus, quem somos Nele, o propósito de nossas vidas, a vida de corpo, família a que fomos inseridos, então, aprendemos a honrar e sermos instrumentos na vida uns dos outros, a ajudar na jornada, apoiando em amor, reconhecendo e compreendendo que temos que agir com toda paciência, gentiliza, humildade e amor para que haja edificação e crescimento por meio das admoestações que fazemos como membros da família de Deus.

Paulo escrevendo aos romanos, no capítulo quinze, versículo quatorze, afirma que eles estavam aptos para corrigir uns aos outros: “E certo estou, meus irmãos, sim, eu mesmo, a vosso respeito, de que estais possuídos de bondade, cheios de todo o conhecimento, aptos para vos admoestardes uns aos outros.” (Romanos 15.14, BEARA).

Quando cheios de toda bondade, todo amor e conhecimento, vivendo na plenitude da humildade, gentileza, compreendendo que devemos amar como Cristo, que fomos feitos à Sua imagem, que recebemos da Sua mente e que somos filhos do Deus vivo, então todo o nosso empenho será dirigido em favor da Sua família, para o crescimento, amadurecimento para que todos cheguem à plenitude do conhecimento de Cristo e sejam instrumentos na vida uns dos outros para expressarmos o nosso Deus e Pai ao mundo por meio de nossas vidas.