Existimos para frutificarmos

Existimos para frutificarmos

foto por:   King’s Church International em Unsplash

Não estamos mais sujeitos ao pecado e nem à lei, mas morremos com Cristo e com Ele ressuscitamos para vivermos segundo a vontade de Deus, frutificando e revelando o reino por meio das obras que realizamos, não sendo mais escravos do pecado, mas servos da justiça para a glória e louvor do nome do Pai.

Paulo ensinando sobre isso, escreve na carta aos Romanos, capítulo sete, versículo quatro: “Assim, meus irmãos, também vós morrestes relativamente à lei, por meio do corpo de Cristo, para pertencerdes a outro, a saber, aquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que frutifiquemos para Deus.” (Romanos 7.4, BEARA).

Nossas vidas não têm propósito algum se não compreendermos que em Cristo somos feitos seres espirituais, livres do pecado, servos da justiça de Deus, para sermos como Seus filhos, produzindo frutos que revelam o nosso arrependimento, sendo, neste mundo o bom perfume de Cristo, cartas vivas que revelam a Sua glória, por isso precisamos santificar o nosso proceder, deixando as obras das trevas e nos entregando à prática da justiça, segundo a vontade do Pai.

Anúncios