Era seu costume ensinar

Temos que compreender o nosso papel e chamado, tendo pleno entendimento da vontade de Deus, baseando o nosso viver segundo o modelo que temos em Cristo Jesus. Ele fazia coisas excepcionais? Não! Vivia de forma simples que podemos replicar com entendimento, pois além de ser exemplo, Ele ensinava as pessoas sobre a vontade de Deus. Suas palavras eram confirmadas por Suas ações.

Assim como Ele, devemos aprender a viver e a ser. Podemos ler sobre o aspecto de ser Seu costume ensinar, em Marcos no capítulo dez, versículo um: “Jesus saiu daquele lugar e foi para a região da Judéia que fica no lado leste do rio Jordão. Uma grande multidão se ajuntou outra vez em volta dele, e ele ensinava todos, como era o seu costume.” (Marcos 10.1, NTLHE).

Ensinar, tem a ver com traduzir de forma pedagógica a vontade de Deus. Em mostrar com exemplos como devemos viver e o que devemos fazer com atitudes. Falamos e expressamos, pois é nisto que está o verdadeiro ensino e fazermos isso, implica que estamos ofertando a nossa vida em favor das pessoas para que conheçam a Deus e Sua vontade e aprendam a se submeter a Ele sem qualquer tipo de religiosidade.

Temos que entender que o ensino está relacionado em conduzir os outros a serem Seus imitadores como filhos amados no meio de uma geração que  não conhece e nem compreende a Sua vontade e que está perdida como ovelha  sem pastor e que precisa de alguém que faça da sua vida uma oferta, revelando a verdadeira compaixão do Pai por todos nós.

foto:  startupstockphotos.com

Anúncios