Nos tornarmos digno da vocação

foto por: Pascal Debrunner em Unsplash

Paulo, na sua segunda carta aos Tessalonicenses, no capítulo um, versículos onze e doze, afirma:

Por isso, também não cessamos de orar por vós, para que o nosso Deus vos torne dignos da sua vocação e cumpra com poder todo propósito de bondade e obra de fé, a fim de que o nome de nosso Senhor Jesus seja glorificado em vós, e vós, nele, segundo a graça do nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.” (2Tessalonicenses 1.11–12 RA).

Todo o processo de nosso aperfeiçoamento é conduzido por Deus. Somos chamados para revelarmos o Seu reino neste mundo, andando como Cristo. Para andarmos como Ele, precisamos nos despir da natureza humana e nos revestirmos das Suas atitudes para que em todas as nossas ações e reações, revelemos as virtudes de nosso Deus, expressando o fruto do Espírito. Manifestar graça, misericórdia, amor, longanimidade e tantas outras virtudes não é uma opção para nós, mas a única maneira que temos para revelar onde estamos. E neste processo de amadurecermos, alcançarmos a plena estatura de Cristo e estarmos cheios Dele, o Pai permite as provações, pois é através delas que somos aperfeiçoados e assim, andemos de modo digno do nosso chamado. À medida que crescemos e amadurecemos, o Senhor Jesus é glorificado em nós e revelado ao mundo, assim com a Sua salvação.

Somos feitos novas criaturas no processo do novo nascimento, o espiritual. Quando somos feitos à imagem de Cristo para andarmos de modo digno da vocação, o nosso Deus nos conduz nesta jornada de amadurecimento  para revelarmos a Sua glória e assim, sermos luz neste mundo, enchendo a terra com conhecimento de Sua glória.

Ouça a mensagem no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE