O evangelho não está dividido

Na primeira carta aos Coríntios, capítulo um, versículo dez, Paulo fala sobre a questão da unidade do Corpo:

Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer.” (1Coríntios 1.10 RA).

Compreendermos a complexidade da sociedade de Corinto quando Paulo escreveu a carta, entendermos que embora não estivesse inserida no mesmo contexto de tecnologia e desenvolvimento de nossa sociedade atual, ela não era diferente do que vivemos atualmente, pois havia uma disparidade social muito grande, onde existiam os muito ricos e os muito pobres. O desprezo da elite pelos que estão em classe social menos abastadas. Uma tendência a criar a separação entre as pessoas por causa de suas diferenças, tanto de poder aquisitivo, conhecimento, escolhas pessoais e políticas. Olharmos a vida social de Corinto é o mesmo que olharmos a nossa realidade, pois se trata de uma questão de natureza humana. Quando compreendemos a obra de Deus e o Seu operar em nós e porque Ele nos chama, precisamos entender que estes valores não podem mais nortear as nossas ações, pois todos, independentes de sua origem, fomos inseridos no Corpo de Cristo, somos membros uns dos outros e o que recebemos é para o nosso crescimento e amadurecimento para sermos unidos na mesma disposição mental e no mesmo parecer.

Mesmo que sejamos, pensemos e tenhamos condições sociais diferentes, pertencemos ao mesmo Corpo e nos empenhamos para que a realidade do reino de Deus se revele no mundo, por isso, não podemos nos guiar pelos valores daqui, mas, por aqueles que são eternos, revelados em Deus, por meio de Cristo Jesus.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE