Resolvendo a crise na família de Deus

Resolvendo a crise na família de Deus

foto por: David Becker em Unsplash

Em Atos, no capítulo seis, do versículo um ao quatro, temos a questão da crise que surgiu no seio da família. Como resolveram, esta é a questão que precisamos observar, como podemos ler:

…. Mas, irmãos, escolhei dentre vós sete homens de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria, aos quais encarregaremos deste serviço; e, quanto a nós, nos consagraremos à oração e ao ministério da palavra.” (Atos dos Apóstolos 6.1–4, RA).

Temos duas coisas importantes a observar: os critérios para a seleção das pessoas que iriam cuidar do serviço e que precisavam ser cheios do Espírito e de Sabedoria e a segunda questão: a comunidade iria indicar quem seriam estas pessoas. Temos que entender que a liderança na Igreja não é uma questão de imposição, mas de reconhecimento por parte da comunidade do compromisso que tem. Compete aos líderes o reconhecimento e a designação com base no que a família está apontando.

Na família de Deus, no meio do Seu povo, não se trata de impormos pessoas e designarmos as que atendem aos nossos interesses, mas aquelas que o Espírito tem conduzido e que a família reconhece a sabedoria e a condução do Espírito, por isso o compromisso com a vontade de Deus é pessoal para expressão deste no seio da família.

Ouça a mensagem completa no agregador de PODCAST de tua preferência:

CASTBOX, SPOTFY, DEEZER ou GOOGLE