O anúncio do nascimento de Cristo

O anúncio do nascimento do Cristo

foto por: Greyson Joralemon em Unsplash

Jesus, o filho de Deus, enviado ao mundo para ser o Salvador, que é o Cristo, o Senhor, para que nós com Sua obra e oferta em nosso favor, pudéssemos ser reconciliados com Deus para recebermos de Sua vida eterna para sermos como Cristo, Seus imitadores e responsáveis por revelar a glória do Senhor.

No evangelho de Lucas, capítulo dois, do versículo oito ao doze, podemos ler sobre o anúncio do Salvador: “Havia, naquela mesma região, pastores que viviam nos campos e guardavam o seu rebanho durante as vigílias da noite. E um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam, e a glória do Senhor brilhou ao redor deles; e ficaram tomados de grande temor. O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo: é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos servirá de sinal: encontrareis uma criança envolta em faixas e deitada em manjedoura.” (Lucas 2.8–12, BEARA).

Todos foram constituídos para serem testemunhas oculares do nascimento de Cristo, como determinavam as promessas. Não nasceu em castelos e nem entre os grandes, mas entre os animais em uma estrebaria para que toda a glória de Deus pudesse ser revelada não por meio dos recursos deste mundo, mas pela simples expressão da Sua graça revelada a todos nós.

Que possamos entender que é na simplicidade das coisas que está o amor e graça de Deus que nos alcança e nos conduz ao conhecimento da Sua vontade, para sermos como Cristo, oferta e sacrifício em favor de todos aqueles que não conhecem o nosso Deus e Pai.