A obediência no anunciar o evangelho

A obediência no anunciar o evangelho

foto por: Clem Onojeghuo em Unsplash

O compromisso com a vontade do Pai se expressa na obediência e prontidão em fazer o que Ele nos pede, pois somente através do ato de ouvir e se prontificar em obedecê-Lo é que a Sua vontade será cumprida por meio de nossas vidas e assim o Seu propósito será expresso e revelado por meio de nós.

Filipe, obedecendo se dispõe e vai fazer a vontade do Senhor, como podemos ler em Atos, capítulo oito, do versículo vinte e seis ao vinte e nove: “Um anjo do Senhor falou a Filipe, dizendo: Dispõe-te e vai para o lado do Sul, no caminho que desce de Jerusalém a Gaza; este se acha deserto. Ele se levantou e foi. Eis que um etíope, eunuco, alto oficial de Candace, rainha dos etíopes, o qual era superintendente de todo o seu tesouro, que viera adorar em Jerusalém, estava de volta e, assentado no seu carro, vinha lendo o profeta Isaías. Então, disse o Espírito a Filipe: Aproxima-te desse carro e acompanha-o.” (Atos dos Apóstolos 8.26–29, BEARA).

Dois aspectos importantes, a obediência e a prontidão no fazer, não procrastinou, assim como ele devemos ser, e tendo Felipe acompanhado, pode observar a possibilidade de envagelizar, como podemos ler nos versículos trinta e trinta e um: “Correndo Filipe, ouviu-o ler o profeta Isaías e perguntou: Compreendes o que vens lendo? Ele respondeu: Como poderei entender, se alguém não me explicar? E convidou Filipe a subir e a sentar-se junto a ele.” (Atos dos Apóstolos 8.30–31, BEARA).

Assim como Filipe, devemos também agir, pois precisamos estar ligados à vontade de Deus e ao ouvir o que precisamos fazer, não podemos questionar e nem decidir que temos que orar, mas devemos nos prontificar a ir. Deve haver a disposição e a urgência em cumprir essa vontade. Imagine se ele fosse orar para pedir confirmação? Poderia ele evangelizar o eunuco? Claro que não, por isso, não podemos perder o tempo de Deus, mas deve haver a prontidão em obedecer e realizar a Sua vontade.

Anúncios